Criação de Logomarca em BH
Home » Design Gráfico » Entenda o que faz um designer gráfico

Entenda o que faz um designer gráfico

Um designer gráfico muitas vezes está envolvido no sucesso de uma grande empresa. Isso porque, a propaganda e a identidade visual são cruciais para atrair o público. Dessa forma, esta é uma profissão com muitas possibilidades de crescimento.
Designer gráfico criando logomarca no computador

Conteúdo dessa página

O que faz um designer gráfico?

Um designer gráfico muitas vezes está envolvido no sucesso de uma grande empresa. Isso porque, a propaganda e a identidade visual são cruciais para atrair o público. Dessa forma, esta é uma profissão com muitas possibilidades de crescimento.

Se você está procurando uma carreira criativa na área de design que envolva colaborar com outras pessoas criativas ou diretamente com clientes. Você pode querer considerar uma carreira como designer gráfico!

Designers gráficos são comunicadores visuais que criam conceitos manualmente ou usando programas de design gráfico especializados. Eles comunicam ideias para inspirar, informar ou cativar os consumidores através de formas de arte física e virtual que incluem imagens, palavras ou gráficos. Pela comunicação constante com clientes e outros designers, eles garantem que seus projetos reflitam com precisão a mensagem desejada e expressem informações efetivamente.

Apesar de ser uma carreira pouco comentada pela sociedade, há muitas pessoas procurando informações sobre esse tipo de profissão. Além disso, vários profissionais autônomos, escritórios e comércios precisam dessa atividade. Portanto, com muita dedicação você pode se especializar e tornar-se uma referência na área.

Como é a profissão de designer gráfico

Quando alguém fala sobre design gráfico, muitos já pensam em criação de logomarca. Porém, a especialização nesse ramo vai muito, além disso. Nesse sentido, o profissional será o responsável pelos projetos de comunicação visual da empresa.

Designers gráficos combinam arte e tecnologia para comunicar ideias usando uma variedade de elementos de design para alcançar efeitos artísticos ou decorativos. Eles desenvolvem o layout geral e o design de produção para anúncios, folhetos, revistas e relatórios corporativos. Isso geralmente começa produzindo rascunhos de ideias de design, seja criando um esboço manual ou usando um programa de computador. 

Atualmente, sabe-se que é importante ter uma identificação marcante para seu negócio ou empresa. Por isso, a estética de uma marca deve ser cada vez mais profissional. Logo, deve haver uma boa combinação entre ilustrações e texto para o marketing.

Entre as principais funções exercidas por um designer gráfico, estão:

  • Definir a tipografia padrão de um projeto (fontes de texto);
  • Elaborar o layout para aplicativos, mídia digital, rede interna ou site;
  • Ilustração em geral;
  • Criar animações e vídeos;
  • Definir a paleta de cores para alimentar uma estratégia;
  • Pensar em estratégias para criar a identidade visual;
  • Se reunir com clientes ou com o diretor de arte para determinar o escopo de um projeto; 
  • Aconselhar os clientes sobre estratégias para atingir um público específico; 
  • Determinar a mensagem que o design geral do projeto deve retratar; 
  • Definir imagens que identifiquem um produto ou transmitam uma mensagem; 
  • Desenvolver gráficos e ideias visuais para identificação de produtos, logotipos e sites; 
  • Criar projetos manualmente ou usando pacotes de programas de computador; 
  • Definição final de cores, imagens, estilo de texto e layout de um projeto; 
  • Apresentar o projeto aos clientes ou ao diretor de arte, também é tarefa do designer gráfico; 
  • Incorporar mudanças recomendadas pelos clientes no design final;
  • Revisar os projetos para encontrar erros antes de imprimi-los ou publicá-los. 

Cada vez mais marcas e meios de comunicação aparecem no mundo empresarial. Portanto, será cada vez mais importante para as empresas ter um profissional especializado neste ramo.

Como está o mercado brasileiro

Novas técnicas de persuasão e vendas vão surgindo ao longo do tempo. Além disso, há um foco na criação de sites e lojas virtuais para as vendas na internet. Pois, a era digital permitiu a troca de bens e serviços pelo computador ou celular.

Computador exibindo imagem editada por designer gráfico
Mercado de trabalho está sempre a procura de designers gráficos capacitados

Em relação às áreas de atuação, são as mais diversas possíveis. Nesse sentido, podemos destacar:

  • Design digital;
  • Design de embalagens;
  • Branding;
  • Editoriais;
  • Empresas de publicidade;
  • Direção de projeto.

Dessa pequena lista acima podemos elencar vários caminhos que um designer gráfico pode escolher para seguir nessa área, tais como: 

  • Diretor Criativo — Gerencia uma equipe criativa que cria visuais para marca de produtos, campanhas publicitárias, etc. 
  • Diretor de Arte — Gerencia e coordena artistas de produção e ilustradores para garantir que os projetos sejam concluídos a tempo para a satisfação do cliente. 
  • Gerente de Produção de Arte — Gerencia a produção, geração e criação de arte, com foco na melhoria da eficiência e redução de custos. 
  • Designer de Embalagens — Cria e projeta o design e construção física de embalagens e/ou produtos para comercialização. 
  • Desenvolvedor de Identidade de Marca — Desenvolve identidades de marca para várias organizações. 
  • Desenvolvedor Visual — Cria imagens e designs através de modelagem 3D, fotografia e edição de imagens. 
  • Jornalista Visual — Entre outras coisas, cria gráficos informativos conhecidos como infográficos, para impressão ou aplicativo digital. 
  • Video Designer — Cria desenhos visuais e mídia eletrônica para serem usados em produções televisivas. 
  • Logo Designer — Transforma a expressão visual do conceito de uma organização em um logotipo. Este também é um aspecto fundamental da identidade da marca (embora no design da identidade, colocamos o logotipo e a identidade visual a frente de todos os outros materiais de uma marca). 
  • Designer de Interfaces — Desenvolve interfaces gráficas de usuário. Geralmente nesse ramo o designer gráfico trabalha para empresas de desenvolvimento web. 
  • Web Designer — Cria gráficos, aplicativos, layouts e páginas para sites. 
  • Desenvolvedor Multimídia — Aplica habilidades de design gráfico ao som e/ou movimento. 
  • Desenvolvedor de Conteúdo — Cria conteúdo escrito, gráfico, vídeo, som ou outro conteúdo multimídia, dependendo do seu projeto. 

Há também os profissionais freelancers. Estes, não estão ligados a nenhuma empresa específica e vendem seus serviços conforme a demanda. Sendo os valores combinados por projeto ou por hora, ou dia de trabalho. No entanto, estes devem sempre manter o portfólio atualizado e procurar chances de mostrar seu trabalho. Afinal, sua renda será proporcional à produção. Além disso, a concorrência nesse mercado é enorme. Portanto, sempre fique atento às oportunidades de trabalho.

É preciso de curso superior para atuar na área?

Para se tornar designer gráfico você pode fazer um curso superior ou um tecnólogo. Entretanto, a primeira opção é mais indicada devido ao maior aprofundamento e tempo de duração. Porém, só a especialização não dá conta das exigências dos clientes.

Atualmente, as demandas da sociedade mudam constantemente. Por essa razão, é importante também o profissional sempre estar atualizado em relação às novidades e acontecimentos. Do mesmo modo, aprender a lidar com softwares como Illustrator, CorelDraw, InDesign e Photoshop é crucial.

Há também a importância de realizar cursos complementares. Pois, existem vários conhecimentos específicos a se adquirir e aplicar que não ensinam na faculdade. Por exemplo, você pode aprender sobre a criação de sites para o seu negócio e de seus clientes crescer na internet. Esse conhecimento te ensinará como planejar a usabilidade e navegação de sites e também as regras básicas de design de páginas. Além disso, a utilização de plataformas de desenvolvimento de sites, como WordPress, Joomla e Magento, constitui boa parte do cronograma dos bons cursos.

Quanto posso ganhar como designer gráfico

A média salarial para os iniciantes é de R$1.800,00. No entanto, pode variar entre R$1.500,00 e R$4.200,00. Do mesmo modo, há os cargos mais elevados, como diretores de arte e criação, que rendem até R$13.000,00. Portanto, é possível ganhar bastante dinheiro nessa área, para isso bastam anos de estudo e outros de aprofundamento.

Esses dados podem variar conforme o porte da empresa e a experiência do profissional que está procurando uma vaga nessa área. Logo, analise bem as oportunidades de emprego. Ao mesmo tempo, você pode realizar trabalhos de freelancer para aumentar seu portfólio e renda.

Como é o local de trabalho de um designer gráfico? 

O design gráfico está se tornando cada vez mais importante nas vendas e comercialização de produtos. Portanto, os designers gráficos geralmente trabalham em estreita colaboração com profissionais da publicidade, promoção de eventos, relações-públicas e marketing. 

Frequentemente, os designers se especializam em uma determinada categoria ou tipo de cliente. Por exemplo, alguns criam créditos para filmes, enquanto outros trabalham com mídia impressa e criam cartazes ou outdoors. Alguns profissionais com grande formação em design gráfico ensinam em escolas de design, faculdades e universidades. 

De modo geral, os designers gráficos trabalham em um três tipos de ambiente de trabalho. Portanto, a resposta para esta pergunta depende da opção que você escolher. 

Trabalhando como designer gráfico interno 

Esboço manual de logotipo sendo criado por designer gráfico
Designer gráfico profissional criando identidade visual para empresa de engenharia

Trabalhar internamente significa que você está empregado em uma organização estabelecida e seu trabalho gira em torno de uma única marca ou um único grupo de marcas relacionadas. Um designer gráfico nesse tipo de papel tende a ser generalista. 

Eles possuem uma ampla gama de habilidades gerais de design para que sejam capazes de atender a todas as necessidades criativas da empresa. 

Vantagens de trabalhar internamente 

  • São as vantagens de um ambiente de trabalho tradicional: separação de casa e trabalho; colaboração com colegas em um local de trabalho social; benefícios da empresa; 
  • Um salário fixo: estabilidade sem ter que construir uma clientela; 
  • Oportunidades para avançar: potencial para subir na carreira corporativa; 
  • Uma marca ou grupo de marcas definidas para desenvolver: o foco singular permite que os designers desenvolvam uma compreensão aprofundada da marca, estilo e público-alvo da organização; oportunidade de construir uma estratégia de longo prazo e ver os resultados que ela produz. 

Desvantagens de trabalhar internamente 

  • Mais regras: trabalhar para uma marca de uma empresa já estabelecida no mercado pode ser restritivo; requer que você tenha novas ideias ao mesmo tempo, em que exige que siga as diretrizes da marca; 
  • Mais comunicação: você provavelmente terá que explicar e justificar seus projetos para não-designers; 
  • Um ambiente não-design: o espaço de escritório pode não ser otimizado tendo os designers em mente; haverá menos, se houver, colegas designers para colaborar com você.

Trabalhando como designer gráfico de agência 

Agências de design gráfico são contratadas por clientes externos para produzir trabalhos criativos. Nesse ambiente, os designers normalmente trabalham com uma variedade de marcas. As atribuições tendem a ser de curto prazo, base de projetos e limitadas a uma campanha específica. 

Vantagens de trabalhar em uma agência 

  • Expectativa de excelência em design: gestores e colegas de trabalho que sejam designers e/ou familiarizados com o mundo do design; altas expectativas de profissionalismo; diversas oportunidades para avançar suas habilidades de design; geralmente menos atrasos de comunicação do que pode ocorrer ao trabalhar com não-designers; 
  • Processos e mentores estabelecidos: as agências tendem a ter seus processos e sistemas simplificados, bem como designers seniores na equipe, criando ambientes produtivos de aprendizagem para um designer gráfico inexperiente;
  • Foco no design gráfico: tarefas não-design são extremamente raras; o trabalho diário está sempre dentro do reino do design gráfico.

Desvantagens de trabalhar em uma agência 

  • Menos segurança no trabalho: as agências contratam funcionários para igualar os contratos que possuem; se a lista de projetos cair, há o risco de demissão devido à necessidade de reduzir o número de funcionários e um designer gráfico pode ser dispensável; 
  • Prazos rigorosos: As configurações das agências são rápidas, com prazos apertados; noites de trabalho ocasionais para terminar um projeto não são incomuns. 

Trabalhando como designer gráfico freelancer 

Designer gráfico criando logomarca e degustando um café italiano
Trabalhar em casa é um dos principais atrativos para se tornar um designer gráfico freelancer

Um designer gráfico autônomo é responsável por mais do que apenas design gráfico. 

Eles são responsáveis por todos os aspectos de seus negócios, desde o marketing e relacionamento com clientes até contabilidade e faturamento. O papel exige considerável autodisciplina e dedicação. 

Vantagens de trabalhar como freelancer 

  • Localização: sem deslocamento; flexibilidade para trabalhar de qualquer lugar com internet; 
  • Liberdade criativa: flexibilidade criativa; selecionar trabalhos que desafiam e inspiram; 
  • Um cronograma personalizado: adapte suas horas ao estilo de vida que você deseja, desde que você acompanhe a carga de trabalho, cumpra os prazos acordados e permaneça produtivo.

Desvantagens de trabalhar como freelancer 

  • Sem colegas de trabalho: essencialmente, você estará trabalhando sozinho em relativo isolamento, em um ambiente não colaborativo, o que às vezes pode desafiar sua motivação; 
  • Caça e licitação para obras: projetos não vão pousar em sua mesa; você terá que buscar ativamente, e às vezes competir para ganhar projetos; 
  • Salário não confiável e sem benefícios: seu ganho pode variar drasticamente de mês para mês, dependendo do fluxo de trabalho; plano de saúde, licença maternidade e plano previdenciário serão suas responsabilidades. 

5 dicas para se profissionalizar em criação de logomarca e criação de sites

Caso você queira ser um designer gráfico profissional em criação de logomarcas e criação de sites é preciso muito estudo e dedicação diária. Além disso, há algumas dicas que podem ajudá-lo a conquistar uma vaga:

1 – Portfólio atualizado

Assim como em qualquer outro emprego, para um designer gráfico profissional quanto mais experiência, melhor. Então, é interessante você trabalhar em uma empresa e ser freelancer no tempo livre. Desse modo, além de uma renda complementar, a sua bagagem de profissional aumentará e seu portfólio está sempre atualizado com as novas tendências do mercado.

2 – Cursos complementares

Desde o começo, é fundamental buscar conhecimento fora da faculdade. Para isso, faça cursos relacionados à área que você cogita ingressar. Por exemplo, você pode aprimorar sua habilidade na criação de logomarcas e aprender a fazer o marketing do seu próprio negócio. Assim, o seu trabalho tende a ser mais eficiente e mais atrativo.

3 – Seja disciplinado

“Disciplina é liberdade”, como dizia o poeta. A sua criatividade não despertará automaticamente todos os dias. Ou seja, nem sempre você estará motivado para criar. Portanto, ter disciplina na rotina é fundamental, ainda mais se for um profissional freelancer.

4 – Acompanhe as demandas

Muitas mudanças ocorrem diariamente na sociedade. Dessa forma, as demandas serão diferentes. Então, leia jornais sempre e assista vídeos relacionados ao trabalho de designer gráfico.

Cada setor produtivo tem diversas necessidades ao longo do tempo. Tendo isso em vista, avalie as tendências de identidade visual e arte. Sendo assim, seus clientes terão uma marca bem definida e o negócio crescerá.

5 – Concursos e premiações

Os concursos são ótimos lugares para aumentar o foco e mostrar seu trabalho. Afinal, você estará disputando por um destaque na área. Por isso, um bom desempenho em competições enriquece seu currículo e suas habilidades.

Especialização na criação de identidade visual

Acredite ou não, projetar uma identidade visual e cozinhar uma deliciosa refeição tem mais em comum do que você pensa. Em ambos os casos, o designer gráfico precisa combinar ingredientes diferentes para criar uma experiência emocionante e memorável.

Simples esquema ilustrando a criação de logo profissional
Esquema ilustrando o processo criativo para criação de logomarca profissional

Assim como com a comida, a seleção e preparação dos ingredientes de uma identidade visual pode variar enormemente dependendo da cultura e do contexto em que ela esta inserida. Algumas marcas gostam de sabores familiares e confiáveis, enquanto outras experimentam temperos estrangeiros ou combinações estranhas. Algumas marcas precisam de preparações elaboradas, enquanto outras estão felizes com soluções simples e eficazes. Dominar como e quando combinar esses ingredientes vem com prática, metodologia e intuição. Mas também com espontaneidade.

Antes de começar a cozinhar — desculpe, projetar — é essencial que o designer gráfico conheça seus convidados (clientes) e a ocasião (conceito da marca). Você deve entender completamente o que seu cliente faz, seus valores, missão, concorrentes e o que eles querem alcançar com sua marca. Ter uma ideia clara disso tornará seu processo de tomada de decisão muito mais fácil, pois você sempre terá um objetivo definido em mente.

Algumas identidades visuais podem ser mais descritivas; outras mais evocativas. Elas podem nos ajudar a localizar a marca em um segmento da indústria ou descrever seus serviços. Também podem ser um símbolo que desencadeia uma lembrança de algo mais sentimental. Independentemente da abordagem que tomarmos, o design da identidade visual será um ingrediente essencial para o qual sempre poderemos voltar para fazer a marca se sentir em casa.

Finalmente, elementos gráficos são como as coberturas ou condimentos para a marca. Após definir os principais componentes da marca, você pode começar a aprimorar ou complementar a narrativa da marca através de vários tratamentos. Estes podem ser formas, padrões, adesivos, rabiscos, texturas, sublinhados, símbolos, filtros, etc. A tendência agora é a usar elementos gráficos nos canais de mídia social de uma marca e páginas de marketing.

Pensando nisso, você pode querer se especializar na criação da identidade visual completa de uma marca e trabalhar em projetos maiores e consequentemente mais bem remunerados.

Sendo assim, tudo na vida de um designer gráfico é questão de escolher o que mais se adapta aos seus objetivos.

Blog
O que um Web Designer faz
Web Design
O que um Web Designer faz?

Um web designer é uma pessoa criativa e que possui familiaridade com as tecnologias de programação de sites, e usa esses dois atributos para construir ou projetar sites.

Web Designer WordPress Belo Horizonte
Web Design
Web Designer: WordPress e seus 7 maiores benefícios

O WordPress é praticamente um organismo vivo recebendo atualizações constantes, isso faz com que ele esteja sempre dentro dos padrões mais atuais da web. Hoje ele não é mais apenas uma plataforma para criação de sites e blogs.

Criar logo grátis com app para criar logomarca
Criação de Logomarcas
Criar logo grátis usando app para criar logomarca?

Provavelmente você chegou aqui pesquisando por ​criar logo grátis online, app para criar logomarca grátis ou então app para fazer logomarca grátis? Acredite, você não é a primeira pessoa e nem será a última.

Criar Logo Grátis
Criação de Logomarcas
Criar logo, sim ou talvez?

Criar seu logo fará com que você alavanque sua “marca” e venda mais produtos e serviços adicionais, ou até mesmo franquias. Além disso criar seu logo fará com que seus clientes se lembrem de você e voltem…

Algumas dicas para criar logomarcas
Criação de Logomarcas
21 dicas para criar um logo perfeito

Atualmente, a criação de logomarca é apenas uma pequena parte do processo de criação da identidade visual de uma empresa. Faça um orçamento sem compromisso para juntos criarmos um logo memorável…

Leia também os textos abaixo:
Dicas para criação de logomarcas
Criação de Logomarcas
7 dicas para criação de logomarcas

Toda empresa seja ela pequena ou grande precisa da criação de logomarca se está interessada em atrair cada vez mais clientes. Procure alguém que possa traduzir suas ideias em uma logomarca…

O que é o Web Design BH
Web Design
O que é o web design?

O web design incorpora imagens e gráficos que complementam o conteúdo escrito em páginas de um site, podendo complementar um conteúdo que foi preparado para um projeto…

História do Web Design BH
Web Design
A história do web design

A história do web design não é assim tão antiga. O conceito de web design ainda é novo pois não faz muito tempo que o uso da internet se popularizou. A ampla utilização da internet no cotidiano das…

Dicas Web Design BH
Web Design
8 dicas para o web designer iniciante

Recriar projetos já existentes, é um dos melhores conselhos para os iniciantes. Aprender usando outros trabalhos irá trazer vários benéficos para os novos web designers