Criação de Logomarca em BH

Criação de logomarca para fisioterapia

Crie uma logomarca chamativa e impactante para a sua clínica ou consultório de fisioterapia

Conteúdo desse texto

Introdução

Se você é um profissional de fisioterapia, sabe que a sua imagem é muito importante para o seu sucesso. Afinal, você lida com a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas. Por isso, você precisa de uma logomarca que represente o seu trabalho e que transmita confiança, credibilidade e profissionalismo.

Uma marca é a combinação de um logotipo (o nome da sua marca) e uma logomarca (o símbolo ou a imagem que a identifica). Ela é a principal forma de identidade visual do seu negócio e é responsável por criar uma conexão emocional com o seu público-alvo.

Ter uma logomarca profissional e personalizada para fisioterapia traz vários benefícios para o seu negócio, como por exemplo:

  • Atrair mais clientes e fidelizar os existentes: uma logomarca bem feita chama a atenção das pessoas e desperta o interesse pelo seu serviço. Além disso, ela ajuda a criar um vínculo de confiança e de satisfação com os seus clientes, que se tornam fiéis e indicam o seu trabalho para outras pessoas.
  • Transmitir confiança e credibilidade: uma logomarca que reflete o seu conhecimento, a sua experiência e a sua qualidade no ramo da fisioterapia passa uma imagem de segurança e de competência para os seus clientes. Eles se sentem mais confortáveis em contratar o seu serviço e em seguir as suas orientações.
  • Diferenciar-se da concorrência: uma logomarca que mostra o seu diferencial competitivo e o que faz você se destacar no mercado da fisioterapia faz com que você se torne uma referência na sua área. Você consegue se posicionar melhor e se sobressair diante dos seus concorrentes.
  • Refletir os valores e a missão da sua clínica ou consultório: uma logomarca que expressa os seus princípios, os seus objetivos e a sua proposta de valor para a sociedade faz com que você crie uma identidade única e autêntica para o seu negócio. Você consegue transmitir a sua essência e o seu propósito para os seus clientes.

Mas como criar uma logomarca para fisioterapia que seja criativa, original e eficaz? É isso que vamos ensinar neste post. Vamos mostrar o passo a passo para você criar uma logomarca que represente o seu trabalho de forma simples e objetiva.

Ficou curioso? Então continue lendo e aprenda como criar uma logomarca para fisioterapia que se destaque no mercado.


Deprecated: trim(): Passing null to parameter #1 ($string) of type string is deprecated in /home2/webje127/public_html/alexandre_oliveira/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/custom-css/module.php on line 96

Quer um site ou logo incrível, mas não tem tempo nem dinheiro?

Tenho a solução para você: design personalizado, qualidade, alterações ilimitadas e preço justo.

Solicite um orçamento sem compromisso.

Solicite um orçamento para criar seu logotipo profissional

Passo 1: Defina o seu público-alvo e o seu posicionamento de mercado

Para criar uma logomarca para fisioterapia que seja eficaz, é essencial que você defina o seu público-alvo e o seu posicionamento de mercado. O público-alvo é o grupo de pessoas que você deseja atingir com a sua logomarca, enquanto o posicionamento de mercado é a forma como você deseja ser percebido por esse público-alvo.

Para definir o seu público-alvo, você pode fazer uma pesquisa de mercado e analisar os dados demográficos, comportamentais e psicográficos dos seus potenciais clientes. Você também pode criar personas que representem os seus clientes ideais e que tenham nome, idade, gênero, profissão, renda, hobbies, dores, desejos, etc. Além disso, você pode segmentar o seu público-alvo em grupos menores com características e necessidades específicas.

Já para definir o seu posicionamento de mercado, você pode analisar os seus concorrentes e identificar os seus pontos fortes e fracos. Você também pode definir o seu diferencial competitivo e o que faz você se destacar no mercado. Estabelecer a sua proposta de valor e o que você oferece de único para os seus clientes também é importante. Por fim, criar um slogan que resuma a sua essência e o seu propósito pode ajudar a consolidar a sua marca na mente das pessoas.

Ao definir o seu público-alvo e o seu posicionamento de mercado, você consegue criar uma logomarca para fisioterapia que seja mais relevante e mais atrativa para as pessoas certas. Além disso, você consegue transmitir uma mensagem mais clara e mais consistente sobre o seu negócio.

Passo 2: Escolha as cores, as fontes e os símbolos da sua logomarca

Depois de definir o seu público-alvo e o seu posicionamento de mercado, o próximo passo para criar uma logomarca para fisioterapia é escolher as cores, as fontes e os símbolos que vão compor a sua identidade visual. Esses elementos são fundamentais para comunicar a sua mensagem e influenciar a percepção e a emoção das pessoas.

As cores são capazes de transmitir diferentes mensagens e sensações, dependendo do seu significado e da sua combinação. Por exemplo:

  • Azul: é uma cor que remete à tranquilidade, à confiança, à saúde e ao profissionalismo. É uma cor muito usada na área da saúde, pois passa uma sensação de segurança e de seriedade.
  • Verde: é uma cor que remete à natureza, ao equilíbrio, ao bem-estar e à esperança. É uma cor muito usada na área da fisioterapia, pois passa uma sensação de harmonia e de recuperação.
  • Amarelo: é uma cor que remete à energia, ao otimismo, à criatividade e à alegria. É uma cor que pode ser usada para destacar algum elemento ou para transmitir uma ideia de inovação e de dinamismo.
  • Vermelho: é uma cor que remete à paixão, à intensidade, à urgência e à atenção. É uma cor que pode ser usada para criar um contraste ou para transmitir uma ideia de ação e de movimento.

Para escolher as cores da sua logomarca, você pode seguir algumas dicas, como por exemplo:

  • Use cores que combinem com o seu público-alvo, o seu posicionamento de mercado e o seu ramo de atuação. Por exemplo, se você atende um público mais jovem e moderno, você pode usar cores mais vibrantes e ousadas. Se você atende um público mais maduro e conservador, você pode usar cores mais sóbrias e discretas.
  • Use cores que contrastem entre si e que sejam fáceis de ler e de identificar. Por exemplo, se você usar um fundo claro, use uma fonte escura. Se você usar um fundo escuro, use uma fonte clara.
  • Use no máximo três cores na sua logomarca e evite cores muito claras ou muito escuras. Por exemplo, você pode usar uma cor principal, uma cor secundária e uma cor de destaque. Evite usar cores que sejam muito parecidas ou muito diferentes entre si.

As fontes são os tipos de letras que você usa na sua logomarca. Elas também podem transmitir diferentes personalidades e estilos, dependendo da sua forma e da sua combinação. Por exemplo:

  • Serifadas: são as fontes que têm pequenos traços nas extremidades das letras. Elas são clássicas, elegantes, formais e tradicionais. Elas podem ser usadas para transmitir uma ideia de sofisticação e de autoridade.
  • Sem serifa: são as fontes que não têm os pequenos traços nas extremidades das letras. Elas são modernas, simples, limpas e minimalistas. Elas podem ser usadas para transmitir uma ideia de simplicidade e de clareza.
  • Cursivas: são as fontes que imitam a escrita manual. Elas são delicadas, femininas, sofisticadas e românticas. Elas podem ser usadas para transmitir uma ideia de personalidade e de charme.
  • Decorativas: são as fontes que têm formas ou desenhos diferentes das letras convencionais. Elas são divertidas, criativas, originais e informais. Elas podem ser usadas para transmitir uma ideia de inovação e de diferenciação.

Para escolher as fontes da sua logomarca, você pode seguir algumas dicas, como por exemplo:

  • Use fontes que combinem com o seu público-alvo, o seu posicionamento de mercado e o seu ramo de atuação. Por exemplo, se você quer passar uma imagem de profissionalismo e de credibilidade, você pode usar fontes serifadas ou sem serifa. Se você quer passar uma imagem de criatividade e de originalidade, você pode usar fontes cursivas ou decorativas.
  • Use fontes que sejam legíveis em diferentes tamanhos e formatos. Por exemplo, evite usar fontes muito pequenas ou muito grandes, muito finas ou muito grossas, muito juntas ou muito separadas.
  • Use no máximo duas fontes na sua logomarca e evite fontes muito parecidas ou muito diferentes entre si. Por exemplo, você pode usar uma fonte para o seu logotipo e outra para a sua logomarca. Evite usar fontes que sejam da mesma família ou que sejam de estilos opostos.

Os símbolos são as imagens ou os desenhos que você usa na sua logomarca. Eles também podem transmitir diferentes conceitos e ideias, dependendo da sua forma e do seu significado. Por exemplo:

  • Ícones: são os símbolos que representam objetos ou elementos concretos, como uma mão ou uma flor. Eles podem ser usados para ilustrar o que você faz ou o que você oferece de forma direta e objetiva.
  • Ilustrações: são os símbolos que representam cenas ou situações mais complexas, como uma pessoa fazendo fisioterapia ou um ambiente de trabalho. Eles podem ser usados para mostrar o seu processo ou o seu resultado de forma mais detalhada e realista.
  • Abstrações: são os símbolos que representam formas ou desenhos que não têm um significado definido, mas que podem sugerir algo, como uma onda ou um círculo. Eles podem ser usados para expressar o seu conceito ou a sua ideia de forma mais simbólica e criativa.

Para escolher os símbolos da sua logomarca, você pode seguir algumas dicas, como por exemplo:

  • Use símbolos que combinem com o seu público-alvo, o seu posicionamento de mercado e o seu ramo de atuação. Por exemplo, se você quer mostrar que você é um especialista em fisioterapia esportiva, você pode usar um ícone de um atleta ou uma ilustração de uma pessoa se exercitando. Se você quer mostrar que você é um especialista em fisioterapia respiratória, você pode usar uma abstração de um pulmão ou uma onda.
  • Use símbolos que sejam simples e fáceis de reconhecer e de lembrar. Por exemplo, evite usar símbolos muito complexos ou muito genéricos, muito grandes ou muito pequenos, muito coloridos ou muito monocromáticos.
  • Use símbolos que sejam originais e que não sejam confundidos com os dos seus concorrentes. Por exemplo, evite usar símbolos que sejam muito comuns ou muito clichês, muito parecidos ou muito diferentes dos dos seus concorrentes.

Ao escolher as cores, as fontes e os símbolos da sua logomarca, você consegue criar uma identidade visual que seja coerente, harmoniosa e atraente para a sua marca. Além disso, você consegue comunicar a sua mensagem e influenciar a percepção e a emoção das pessoas.

Passo 3: Crie o seu logotipo e a sua logomarca

O próximo passo para criar uma marca para fisioterapia é criar o seu logotipo e a sua logomarca. O logotipo é o nome da sua marca, enquanto a logomarca é o símbolo ou a imagem que a identifica. Ter um logotipo e uma logomarca para a sua marca traz vários benefícios, como por exemplo:

  • Aumentar a visibilidade e a memorabilidade da sua marca: um logotipo e uma logomarca bem feitos fazem com que as pessoas reconheçam e lembrem da sua marca com mais facilidade. Eles também ajudam a criar uma identificação e uma preferência pelos seus serviços.
  • Facilitar a aplicação da sua logomarca em diferentes mídias e materiais: um logotipo e uma logomarca versáteis fazem com que você possa usar a sua logomarca em diferentes mídias e materiais, como cartões de visita, folders, banners, uniformes, etc. Eles também ajudam a manter a consistência e a qualidade da sua imagem em todos eles.
  • Criar uma identidade visual consistente e harmoniosa para a sua marca: um logotipo e uma logomarca coerentes fazem com que você crie uma identidade visual que seja consistente e harmoniosa para a sua marca. Eles também ajudam a reforçar a sua mensagem e o seu conceito.

Para criar o seu logotipo e a sua logomarca, você pode seguir algumas dicas, como por exemplo:

  • Use o nome da sua clínica ou consultório ou uma sigla que seja fácil de pronunciar e de escrever. Por exemplo, se o nome da sua clínica é FisioVida, você pode usar FV como sigla. Evite usar nomes muito longos ou complicados que possam dificultar a leitura ou a memorização.
  • Use o slogan que você criou no passo 1 para complementar o seu logotipo e reforçar a sua mensagem. Por exemplo, se o seu slogan é “Fisioterapia com qualidade de vida”, você pode usá-lo abaixo do seu logotipo ou ao lado do seu logotipo. Evite usar slogans muito genéricos ou sem sentido que possam confundir ou desinteressar as pessoas.
  • Use as cores, as fontes e os símbolos que você escolheu no passo 2 para compor o seu logotipo e a sua logomarca. Por exemplo, se você escolheu o azul como cor principal, uma fonte sem serifa como fonte principal e uma mão como símbolo principal, você pode usar esses elementos para criar o seu logotipo e a sua logomarca. Evite usar elementos que não combinem entre si ou que não tenham relação com o seu negócio.

Ao criar o seu logotipo e a sua logomarca, você consegue dar forma e vida à sua marca para fisioterapia. Além disso, você consegue aumentar a visibilidade e a memorabilidade da sua marca, facilitar a aplicação da sua logo em diferentes mídias e materiais e criar uma identidade visual consistente e harmoniosa para a sua marca.

Passo 4: Teste e avalie a sua logomarca

O último passo para criar uma logomarca para fisioterapia é testar e avaliar a sua logomarca. Testar e avaliar uma logomarca é importante para garantir a qualidade e a eficiência da mesma. Você precisa saber se a sua logomarca está cumprindo os seus objetivos e se está agradando o seu público-alvo.

Para testar e avaliar a sua logomarca, você pode usar alguns critérios, como por exemplo:

  • Atratividade: a sua logomarca chama a atenção e desperta o interesse das pessoas? Ela é bonita, harmoniosa e convidativa?
  • Comunicação: a sua logomarca transmite claramente o que você faz e o que você oferece? Ela é informativa, persuasiva e relevante?
  • Coerência: a sua logomarca está alinhada com o seu público-alvo, o seu posicionamento de mercado e o seu ramo de atuação? Ela é consistente, adequada e confiável?
  • Diferenciação: a sua logomarca se destaca dos seus concorrentes e mostra o seu diferencial competitivo? Ela é única, original e memorável?
  • Simplicidade: a sua logomarca é fácil de entender, de lembrar e de reproduzir? Ela é simples, objetiva e funcional?

Para aplicar esses critérios, você pode seguir algumas dicas, como por exemplo:

  • Peça a opinião de pessoas que façam parte do seu público-alvo ou que sejam especialistas em design gráfico ou em fisioterapia. Por exemplo, você pode fazer uma pesquisa online ou presencial com os seus clientes, ou potenciais clientes e pedir para que eles avaliem a sua logomarca em uma escala de 1 a 5. Você também pode consultar um profissional de design gráfico ou um colega de fisioterapia para que eles deem um feedback sobre a sua logomarca.
  • Faça pesquisas online ou presenciais para medir a percepção, a preferência e a satisfação das pessoas com a sua logomarca. Por exemplo, você pode fazer um teste A/B com duas versões da sua logomarca e ver qual delas tem mais cliques, mais conversões ou mais elogios. Você também pode fazer um teste de reconhecimento com as pessoas e ver se elas conseguem identificar a sua logomarca entre outras.
  • Aplique a sua logomarca em diferentes mídias e materiais, como cartões de visita, folders, banners, uniformes, etc. e veja se ela funciona bem em todos eles. Por exemplo, você pode imprimir a sua logomarca em diferentes tamanhos e formatos e ver se ela mantém a qualidade e a legibilidade. Você também pode aplicar a sua logomarca em diferentes cores e fundos e ver se ela mantém o contraste e a harmonia.
  • Compare a sua logomarca com as dos seus concorrentes e veja se ela é única e original. Por exemplo, você pode fazer uma análise comparativa das logomarcas dos seus principais concorrentes e ver se elas têm alguma semelhança ou diferença com a sua. Você também pode fazer uma pesquisa de mercado e ver se as pessoas conseguem distinguir a sua logomarca das dos seus concorrentes.

Ao testar e avaliar a sua logomarca, você consegue verificar se ela está atendendo às suas expectativas e às dos seus clientes. Além disso, você consegue identificar os pontos fortes e fracos da sua logomarca e fazer as melhorias necessárias.

Exemplos de logomarcas de fisioterapia que criei

Crie uma logomarca para fisioterapia que se destaque no mercado
Logomarca fisioterapeuta: conheça a cor que representa essa profissão e seus benefícios
Teste e avalie sua logomarca para fisioterapia e garanta sua qualidade e eficiência

Quer um site ou logo incrível, mas não tem tempo nem dinheiro?

Tenho a solução para você: design personalizado, qualidade, alterações ilimitadas e preço justo.

Solicite um orçamento sem compromisso.

Solicite um orçamento para criar seu logotipo profissional

Estatísticas da fisioterapia no Brasil

A fisioterapia é uma profissão que vem crescendo e se desenvolvendo no Brasil, tanto em termos de formação quanto de atuação. Veja a seguir algumas estatísticas que mostram o panorama da fisioterapia no país:

  • Segundo o Censo da Educação Superior de 2013, o Brasil tinha 1.024 cursos de graduação em fisioterapia, sendo 64% privados e 36% públicos. O número de vagas ofertadas era de 67.415, sendo 54.507 preenchidas. O número de concluintes foi de 17.306, sendo 62% mulheres e 38% homens.
  • Segundo o Censo IBGE de 2010, o Brasil tinha 120.207 fisioterapeutas, sendo 78% mulheres e 22% homens. A região Sudeste concentrava 52% dos profissionais, seguida pela região Nordeste com 18%, Sul com 15%, Centro-Oeste com 9% e Norte com 6%. A média salarial era de R$ 2.599,00, sendo maior para os homens (R$ 2.829,00) do que para as mulheres (R$ 2.516,00).
  • Segundo os Conselhos Regionais de Fisioterapia de 2016, o Brasil tinha 13 CREFITOs (Conselhos Regionais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional), que fiscalizavam e regulamentavam o exercício profissional da fisioterapia e da terapia ocupacional em suas respectivas jurisdições. O número total de fisioterapeutas inscritos nos CREFITOs era de 236.446, sendo que o CREFITO-3 (São Paulo) tinha o maior número de inscritos (68.798), seguido pelo CREFITO-2 (Rio de Janeiro e Espírito Santo) com 32.948 e pelo CREFITO-9 (Mato Grosso e Rondônia) com 2.043.
  • Segundo a Revista Fisioterapia e Pesquisa, a fisioterapia traumato-ortopédica foi a especialidade que concentrou o maior número de publicações científicas entre 2011 e 2014, com 34,3% do total de artigos publicados em periódicos brasileiros na área da fisioterapia. Em seguida, vieram as especialidades de fisioterapia respiratória (14%), fisioterapia neurológica (12,8%), fisioterapia cardiológica (10%) e fisioterapia dermatofuncional (8,7%).

Essas são algumas das estatísticas que ilustram a situação da fisioterapia no Brasil atualmente. Elas mostram que a fisioterapia é uma profissão em ascensão, que tem uma grande diversidade de áreas de atuação e que contribui para a saúde e a qualidade de vida da população brasileira.

Conclusão

Neste post, você aprendeu como criar uma logomarca para fisioterapia que se destaque no mercado. Você viu o passo a passo para definir o seu público-alvo e o seu posicionamento de mercado, escolher as cores, as fontes e os símbolos da sua logomarca, criar o seu logotipo e a sua logomarca, e testar e avaliar a sua logo.

Esperamos que este post tenha sido útil e inspirador para você criar uma logomarca para fisioterapia que seja criativa, original e eficaz, que represente o seu trabalho e que transmita confiança, credibilidade e profissionalismo. Uma logomarca que atraia mais clientes e fidelize os existentes, que reflita os valores e a missão da sua clínica ou consultório.

Agradecemos pela sua leitura e esperamos que você tenha gostado deste post. Deixe o seu comentário, sugestão ou dúvida sobre o tema do post, através do e-mail: contato@alexandre-oliveira.com. Queremos saber a sua opinião e tirar as suas dúvidas. Até a próxima!

Dúvidas frequentes sobre: Criar logomarca para fisioterapia

  • Qual é o símbolo da Fisioterapia?

    O símbolo da Fisioterapia são duas serpentes verdes entrelaçadas em um raio dourado gravadas em um camafeu. As serpentes representam a força vital, a sabedoria e a capacidade de cura. O raio representa a transmissão de conhecimentos e valores, além das técnicas elétricas utilizadas na fisioterapia. O camafeu representa a proteção, a saúde e a boa sorte.

  • Onde é permitido o uso autorizado do símbolo oficial da Fisioterapia?

    O símbolo oficial da Fisioterapia é propriedade cultural da classe dos Fisioterapeutas e seu uso é autorizado, controlado e supervisionado pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - COFFITO. O uso do símbolo é autorizado no âmbito do Sistema COFFITO/CREFITOs, nas Forças Armadas, nas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares como insígnia profissional de indivíduo com patente de oficial, graduado em grau universitário superior em Fisioterapia, e por profissionais Fisioterapeutas com registro em CREFITO.

  • Qual a cor que representa a Fisioterapia?

    A cor que representa a Fisioterapia é o verde, que simboliza a natureza, o equilíbrio, o bem-estar e a esperança. O verde também é a cor da esmeralda, que é a pedra preciosa escolhida para representar o curso de Fisioterapia. A esmeralda possui um tom de verde único, profundo e levemente azulado, e é considerada uma pedra de cura e regeneração.

  • Como criar logo impactante?

    Para criar uma logo impactante, você deve seguir alguns princípios básicos de design, como:

    • Originalidade: crie uma logo que seja única e que não se confunda com as dos seus concorrentes. Evite usar clichês ou elementos muito comuns.
    • Simplicidade: crie uma logo que seja fácil de entender, de lembrar e de reproduzir. Evite usar elementos muito complexos ou desnecessários.
    • Relevância: crie uma logo que esteja alinhada com o seu público-alvo, o seu posicionamento de mercado e o seu ramo de atuação. Evite usar elementos que não tenham relação com o seu negócio ou que possam gerar confusão.
    • Versatilidade: crie uma logo que funcione bem em diferentes mídias e materiais, como cartões de visita, folders, banners, uniformes, etc. Evite usar cores, fontes ou símbolos que possam perder a qualidade ou a legibilidade em diferentes tamanhos ou formatos.
  • Como fazer uma logomarca chamativa?

    Para fazer uma logomarca chamativa, você deve usar elementos que atraiam a atenção e despertem o interesse das pessoas, como:

    • Cores: use cores que combinem entre si e que contrastem com o fundo. Use cores que transmitam as emoções e as mensagens que você quer passar. Use no máximo três cores na sua logomarca e evite cores muito claras ou muito escuras.
    • Fontes: use fontes que sejam legíveis e que expressem a personalidade e o estilo da sua marca. Use fontes que combinem com as cores e os símbolos da sua logomarca. Use no máximo duas fontes na sua logomarca e evite fontes muito parecidas ou muito diferentes entre si.
    • Símbolos: use símbolos que sejam simples e fáceis de reconhecer e de lembrar. Use símbolos que representem o seu conceito ou a sua ideia de forma direta ou simbólica. Use símbolos que sejam originais e que não sejam confundidos com os dos seus concorrentes.

Quer um site ou logo incrível, mas não tem tempo nem dinheiro?

Tenho a solução para você: design personalizado, qualidade, alterações ilimitadas e preço justo.

Solicite um orçamento sem compromisso.

Solicite um orçamento para criar seu logotipo profissional

Dúvidas frequentes sobre: Criar logomarca para fisioterapia

  • Qual é o símbolo da Fisioterapia?

    O símbolo da Fisioterapia são duas serpentes verdes entrelaçadas em um raio dourado gravadas em um camafeu. As serpentes representam a força vital, a sabedoria e a capacidade de cura. O raio representa a transmissão de conhecimentos e valores, além das técnicas elétricas utilizadas na fisioterapia. O camafeu representa a proteção, a saúde e a boa sorte.

  • Onde é permitido o uso autorizado do símbolo oficial da Fisioterapia?

    O símbolo oficial da Fisioterapia é propriedade cultural da classe dos Fisioterapeutas e seu uso é autorizado, controlado e supervisionado pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - COFFITO. O uso do símbolo é autorizado no âmbito do Sistema COFFITO/CREFITOs, nas Forças Armadas, nas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares como insígnia profissional de indivíduo com patente de oficial, graduado em grau universitário superior em Fisioterapia, e por profissionais Fisioterapeutas com registro em CREFITO.

  • Qual a cor que representa a Fisioterapia?

    A cor que representa a Fisioterapia é o verde, que simboliza a natureza, o equilíbrio, o bem-estar e a esperança. O verde também é a cor da esmeralda, que é a pedra preciosa escolhida para representar o curso de Fisioterapia. A esmeralda possui um tom de verde único, profundo e levemente azulado, e é considerada uma pedra de cura e regeneração.

  • Como criar logo impactante?

    Para criar uma logo impactante, você deve seguir alguns princípios básicos de design, como:

    • Originalidade: crie uma logo que seja única e que não se confunda com as dos seus concorrentes. Evite usar clichês ou elementos muito comuns.
    • Simplicidade: crie uma logo que seja fácil de entender, de lembrar e de reproduzir. Evite usar elementos muito complexos ou desnecessários.
    • Relevância: crie uma logo que esteja alinhada com o seu público-alvo, o seu posicionamento de mercado e o seu ramo de atuação. Evite usar elementos que não tenham relação com o seu negócio ou que possam gerar confusão.
    • Versatilidade: crie uma logo que funcione bem em diferentes mídias e materiais, como cartões de visita, folders, banners, uniformes, etc. Evite usar cores, fontes ou símbolos que possam perder a qualidade ou a legibilidade em diferentes tamanhos ou formatos.
  • Como fazer uma logomarca chamativa?

    Para fazer uma logomarca chamativa, você deve usar elementos que atraiam a atenção e despertem o interesse das pessoas, como:

    • Cores: use cores que combinem entre si e que contrastem com o fundo. Use cores que transmitam as emoções e as mensagens que você quer passar. Use no máximo três cores na sua logomarca e evite cores muito claras ou muito escuras.
    • Fontes: use fontes que sejam legíveis e que expressem a personalidade e o estilo da sua marca. Use fontes que combinem com as cores e os símbolos da sua logomarca. Use no máximo duas fontes na sua logomarca e evite fontes muito parecidas ou muito diferentes entre si.
    • Símbolos: use símbolos que sejam simples e fáceis de reconhecer e de lembrar. Use símbolos que representem o seu conceito ou a sua ideia de forma direta ou simbólica. Use símbolos que sejam originais e que não sejam confundidos com os dos seus concorrentes.

Compartilhe