Criação de Logomarca em BH

Seu site WordPress está preparado para mais tráfego?


O WordPress é um dos sistemas de gerenciamento de conteúdo mais populares do mundo. Atualmente, alimenta cerca de 43% de todos os sites do mundo. É um CMS de código aberto que permite que as pessoas obtenham rapidamente um site on-line com conhecimento mínimo de codificação. A interface fácil de usar torna possível que qualquer pessoa aprenda a construir e atualizar um site.

Embora o WordPress possa ter começado a vida como uma humilde plataforma de blogs, ele agora se tornou uma plataforma capaz de hospedar sites de tráfego pesado, incluindo organizações de mídia e lojas de comércio eletrônico. Com isso em mente, muitas pessoas se perguntam como podem escalar seu site e garantir uma boa experiência do usuário à medida que o tráfego aumenta.

Neste artigo, vou explorar algumas das melhores práticas e dicas para otimizar seu site WordPress para lidar com mais visitantes. Abordarei os seguintes tópicos:

  • Escolher um bom provedor de hospedagem
  • Usar um sistema de cache
  • Otimizar as imagens e outros recursos
  • Usar um plugin de SEO
  • Monitorar o desempenho do site

Escolher um bom provedor de hospedagem

Um dos fatores mais importantes que afetam a velocidade e a escalabilidade do seu site WordPress é o provedor de hospedagem que você escolhe. Um bom provedor de hospedagem oferece recursos suficientes para o seu site, como espaço em disco, largura de banda, memória e CPU. Além disso, um bom provedor de hospedagem oferece suporte técnico, segurança, backups e atualizações regulares.

Existem diferentes tipos de hospedagem disponíveis para sites WordPress, como hospedagem compartilhada, hospedagem VPS, hospedagem dedicada e hospedagem gerenciada. Cada tipo tem suas vantagens e desvantagens, dependendo do tamanho e das necessidades do seu site. Você pode ler mais sobre os diferentes tipos de hospedagem [aqui].

Uma boa regra geral é escolher um provedor de hospedagem que seja especializado em WordPress, pois eles geralmente oferecem recursos e serviços otimizados para essa plataforma. Alguns exemplos de provedores de hospedagem WordPress populares são WP Engine, Kinsta, SiteGround e Bluehost.

Usar um sistema de cache

Um sistema de cache é uma forma de armazenar temporariamente os dados do seu site em um local mais próximo do usuário final, como o navegador ou um servidor intermediário. Isso reduz o tempo que leva para carregar o seu site, pois evita que o servidor tenha que processar cada solicitação do zero.

O WordPress é um CMS dinâmico, o que significa que ele gera cada página do seu site a partir do banco de dados e dos arquivos PHP sempre que alguém a visita. Isso pode consumir muitos recursos do servidor e tornar o seu site mais lento, especialmente se você tiver muitos plugins ou conteúdo complexo.

Usando um sistema de cache, você pode armazenar uma versão estática da sua página em HTML, que pode ser entregue ao usuário muito mais rápido. Existem diferentes níveis de cache que você pode implementar no seu site WordPress, como cache do navegador, cache do servidor e cache do lado do cliente.

Uma das maneiras mais fáceis de adicionar um sistema de cache ao seu site WordPress é usar um plugin. Alguns dos plugins de cache mais populares são WP Rocket, W3 Total Cache, WP Super Cache e LiteSpeed Cache. Esses plugins permitem que você configure facilmente as opções de cache e limpe o cache quando necessário.

Otimizar as imagens e outros recursos

As imagens são uma parte essencial do design e da atração do seu site WordPress. No entanto, elas também podem ser uma das maiores fontes de lentidão do seu site, pois ocupam muito espaço em disco e largura de banda. De acordo com um estudo da HTTP Archive, as imagens representam cerca de 50% do tamanho total da página da web média.

Portanto, é importante otimizar as imagens do seu site WordPress para reduzir seu tamanho sem comprometer sua qualidade. Existem algumas maneiras de fazer isso, como:

  • Escolher o formato de imagem correto. Existem diferentes formatos de imagem disponíveis, como JPEG, PNG, GIF e WebP. Cada formato tem suas vantagens e desvantagens, dependendo do tipo de imagem que você está usando. Você pode ler mais sobre os diferentes formatos de imagem [aqui].
  • Redimensionar as imagens para se adequar ao tamanho da tela do usuário. Muitas vezes, as imagens são carregadas em um tamanho maior do que o necessário, o que desperdiça espaço e largura de banda. Você pode usar ferramentas como WP Smush, ShortPixel ou Imagify para redimensionar automaticamente as imagens do seu site WordPress.
  • Comprimir as imagens para remover os dados desnecessários. A compressão de imagem é um processo que reduz o número de pixels e cores de uma imagem, tornando-a mais leve. Você pode usar ferramentas como TinyPNG, Kraken.io ou Optimole para comprimir as imagens do seu site WordPress.

Além das imagens, existem outros recursos que podem afetar a velocidade e a escalabilidade do seu site WordPress, como arquivos CSS, JavaScript e fontes. Esses arquivos são usados para adicionar estilo e funcionalidade ao seu site, mas também podem aumentar o tempo de carregamento se não forem otimizados.

Algumas das maneiras de otimizar esses recursos são:

  • Minificar os arquivos CSS e JavaScript. A minificação é um processo que remove os espaços em branco, comentários e caracteres desnecessários dos arquivos CSS e JavaScript, tornando-os menores e mais rápidos. Você pode usar ferramentas como Autoptimize, WP Minify Fix ou Better WordPress Minify para minificar os arquivos do seu site WordPress.
  • Combinar os arquivos CSS e JavaScript. A combinação é um processo que junta vários arquivos CSS e JavaScript em um único arquivo, reduzindo o número de solicitações HTTP que o navegador precisa fazer para carregar o seu site. Você pode usar ferramentas como Fast Velocity Minify, Merge + Minify + Refresh ou Hummingbird para combinar os arquivos do seu site WordPress.
  • Adiar ou carregar de forma assíncrona os arquivos CSS e JavaScript. O adiamento ou o carregamento assíncrono são técnicas que permitem que o navegador carregue primeiro o conteúdo principal do seu site e depois os arquivos CSS e JavaScript, melhorando a percepção de velocidade do usuário. Você pode usar ferramentas como Async JavaScript, WP Deferred JavaScripts ou Flying Scripts para adiar ou carregar de forma assíncrona os arquivos do seu site WordPress.
  • Usar fontes da web otimizadas. As fontes da web são fontes personalizadas que você pode usar no seu site WordPress para melhorar a aparência e a legibilidade do seu texto. No entanto, elas também podem aumentar o tempo de carregamento se não forem otimizadas. Você pode usar ferramentas como OMGF, CAOS for Webfonts ou Self-Hosted Google Fonts para otimizar as fontes da web do seu site WordPress.

Usar um plugin de SEO

O SEO (Search Engine Optimization) é o processo de melhorar a visibilidade e a classificação do seu site WordPress nos mecanismos de busca, como o Google ou o Bing. Um bom SEO pode ajudá-lo a atrair mais tráfego orgânico e qualificado para o seu site, aumentando suas chances de conversão e receita.

Existem muitos fatores que afetam o SEO do seu site WordPress, como o conteúdo, as palavras-chave, os títulos, as meta descrições, os links internos e externos, a estrutura do site, a velocidade do site, a compatibilidade com dispositivos móveis e a segurança.

Para facilitar o gerenciamento desses fatores, você pode usar um plugin de SEO no seu site WordPress. Um plugin de SEO é uma ferramenta que ajuda você a otimizar o seu site WordPress para os mecanismos de busca, fornecendo recursos e orientações para melhorar os vários aspectos do SEO. Alguns dos recursos que um plugin de SEO pode oferecer são:

  • Análise de conteúdo e palavras-chave. Um plugin de SEO pode ajudá-lo a escolher as palavras-chave mais relevantes e eficazes para o seu conteúdo, bem como verificar se o seu conteúdo está bem escrito, original e otimizado para os mecanismos de busca.
  • Geração de títulos e meta descrições. Um plugin de SEO pode ajudá-lo a criar títulos e meta descrições atraentes e informativos para as suas páginas, que são os elementos que aparecem nos resultados de pesquisa e influenciam a taxa de cliques dos usuários.
  • Criação de sitemaps e breadcrumbs. Um plugin de SEO pode ajudá-lo a criar sitemaps e breadcrumbs para o seu site WordPress, que são formas de organizar e apresentar a estrutura do seu site aos mecanismos de busca e aos usuários, facilitando a navegação e a indexação do seu site.
  • Configuração de links permanentes e canônicos. Um plugin de SEO pode ajudá-lo a configurar os links permanentes e canônicos do seu site WordPress, que são os endereços das suas páginas na web. Os links permanentes devem ser simples, claros e amigáveis aos mecanismos de busca, enquanto os links canônicos devem evitar problemas de conteúdo duplicado.
  • Integração com redes sociais e ferramentas analíticas. Um plugin de SEO pode ajudá-lo a integrar o seu site WordPress com as redes sociais e as ferramentas analíticas, como o Facebook, o Twitter, o Pinterest, o Google Analytics e o Google Search Console. Isso permite que você compartilhe o seu conteúdo com um público maior e monitore o desempenho do seu site.

Existem muitos plugins de SEO disponíveis para sites WordPress, mas alguns dos mais populares são Yoast SEO, Rank Math, All in One SEO e SEOPress. Esses plugins permitem que você configure facilmente as opções de SEO e oferecem recursos avançados para melhorar ainda mais o seu site.

Monitorar o desempenho do site

Por fim, mas não menos importante, é essencial monitorar o desempenho do seu site WordPress regularmente, para garantir que ele esteja funcionando bem e atendendo às expectativas dos usuários e dos mecanismos de busca. O desempenho do site envolve vários aspectos, como a velocidade do site, a disponibilidade do site, a segurança do site e a experiência do usuário.

Existem algumas ferramentas que você pode usar para monitorar o desempenho do seu site WordPress, como:

  • Ferramentas de teste de velocidade. Essas ferramentas permitem que você meça o tempo que leva para o seu site carregar completamente em diferentes dispositivos e localizações. Elas também fornecem sugestões sobre como melhorar a velocidade do seu site. Alguns exemplos de ferramentas de teste de velocidade são Google PageSpeed Insights, GTmetrix, Pingdom e WebPageTest.
  • Ferramentas de monitoramento de uptime. Essas ferramentas permitem que você verifique se o seu site está sempre online e acessível aos usuários. Elas também alertam você sobre qualquer problema ou tempo de inatividade que possa ocorrer no seu site. Alguns exemplos de ferramentas de monitoramento de uptime são Uptime Robot, Jetpack Monitor, ManageWP e Site24x7.
  • Ferramentas de verificação de segurança. Essas ferramentas permitem que você verifique se o seu site está protegido contra ataques maliciosos, como malware, spam, phishing ou injeção de código. Elas também fornecem recomendações sobre como fortalecer a segurança do seu site. Alguns exemplos de ferramentas de verificação de segurança são Sucuri, Wordfence, iThemes Security e MalCare.
  • Ferramentas de análise da experiência do usuário. Essas ferramentas permitem que você avalie como os usuários interagem com o seu site, quais são as suas preferências, necessidades e comportamentos. Elas também fornecem insights sobre como melhorar a usabilidade, a conversão e a satisfação do usuário. Alguns exemplos de ferramentas de análise da experiência do usuário são Google Analytics, Hotjar, Crazy Egg e Mouseflow.

Ao monitorar o desempenho do seu site WordPress, você pode identificar e resolver quaisquer problemas que possam afetar a escalabilidade do seu site, bem como aproveitar as oportunidades de melhoria e crescimento.

Conclusão

O WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo poderoso e versátil que pode lidar com sites de qualquer tamanho e complexidade. No entanto, para garantir que o seu site WordPress possa escalar e atender a um número crescente de usuários, é preciso seguir algumas boas práticas e dicas de otimização.

Neste artigo, abordei alguns dos aspectos mais importantes para escalar o seu site WordPress, como escolher um bom provedor de hospedagem, usar um sistema de cache, otimizar as imagens e outros recursos, usar um plugin de SEO e monitorar o desempenho do site.

Espero que este artigo tenha sido útil para você e que você possa aplicar essas dicas no seu site WordPress. Se você tiver alguma dúvida ou comentário, por favor, deixe-os abaixo. Obrigado por ler!

Fonte

Informações do Autor

Designer Gráfico e Web Designer profissional de Belo Horizonte. Com ampla experiência na indústria da publicidade, tomei a decisão de me aventurar como freelancer em 2009. Minha especialidade está em criar identidades visuais impressionantes e desenvolver sites em WordPress. Com base em anos de experiência prática, trago em meus textos um profundo entendimento técnico.

Leia outras notícias